@coasars.com.br
 
Orientações técnicas
 
« VOLTAR
  Tamanho da Fonte: A- A+
REGULAMENTO DO 1º DESAFIO MÁXIMA PRODUTIVIDADE DE SOJA COASA SAFRA 2016/2017 - COM RETIFICAÇÃO

1º DESAFIO MÁXIMA PRODUTIVIDADE DE SOJA COASA SAFRA 2016/2017

(Retificado 11/11/2016)

REGULAMENTO

1. OBJETIVO

O 1º Desafio Máxima Produtividade de Soja Coasa Safra 2016/2017, tem como objetivo desafiar e estimular os associados produtores de soja da região de abrangência da Coasa a alcançar a máxima produtividade de suas propriedades, independentemente de seu tamanho e das condições climáticas durante o ciclo da cultura. Obtendo resultados positivos e rentáveis, utilizando práticas e técnicas de manejo para altas produtividades, desafiando o potencial produtivo da cultura.

2. COMO ATINGIR OS OBJETIVOS DO DESAFIO

Para atingir os objetivos do desafio será necessário utilizar técnicas e tecnologias que integram os pilares para alcançar máxima produtividade de soja, valorizando a parceria entre o assistente técnico do Departamento Técnico da Coasa e o produtor rural associado, aliando os conhecimentos de ambos.

3. QUALIFICAÇÕES PARA PARTICIPAR

Serão considerados participantes oficiais do Desafio Máxima Produtividade de Soja Coasa Safra 2016/2017, os associados e assistentes técnicos que concordarem integralmente com as regras aqui descritas.

• O participante deverá ter pelo menos 18 (dezoito) anos de idade na ocasião da inscrição e ser associado da Coasa.

• Os participantes do Desafio Máxima Produtividade de Soja Coasa Safra 2016/2017 autorizam o uso de imagens, áudios, depoimentos e os dados técnicos das áreas inscritas compartilhados pela Coasa.

• O participante deverá ter fidelidade nas compras de fertilizantes e defensivos e entrega da produção de grãos no mínimo de 70 % do potencial do grupo familiar com a Coasa. Será considerado para avaliação as notas fiscais efetuadas no período de 01 de maio de 2016 a 30 de abril de 2017. A metodologia para análise da participação irá considerar as NFs de venda direta e remessa de insumos, operações 43 e 18, e as de depósito de grãos, operação 26. Relacionando as compras de insumos e depósito de grãos com o potencial do grupo familiar.

• Somente poderão ser inscritas áreas em sequeiro.

• Poderá ser inscrita somente uma área por grupo familiar.

• As áreas inscritas poderão ser próprias e/ou arrendada.

• A área a ser escrita terá que ter análise química de solo em condições válidas (máximo 2 anos).

• Os Assistentes que prestam assistência técnica nas áreas inscritas, deverão ser Agrônomos e/ou Técnicos Agrícolas do Departamento Técnico da Coasa.

4. REGRAS DO DESAFIO

Para o Desafio de Máxima Produtividade de Soja Coasa Safra 2016/2017 serão disponibilizadas 100 vagas para inscrições, divididas entre as Filiais Regionais da Coasa, sendo consideradas 5 vagas disponíveis por assistente técnico, que serão preenchidas obedecendo ordem de inscrição e adequação ao regulamento.

A área a ser inscrita no Desafio de Máxima Produtividade de Soja Coasa Safra 2016/2017 deverá ter no mínimo 5 (cinco) hectares dentro de um único talhão contínuo, cultivados com a mesma variedade e usando o mesmo sistema de produção para toda a área inscrita, identificada com um mapa com divisas e coordenadas a ser anexo na ficha de inscrição. Para efeito de comprovação da produtividade, no mínimo, 2 (dois) hectares deverão ser colhidos, em um bloco contínuo. A área colhida deverá ser demarcada com a utilização de um aparelho GPS.

5. INSCRIÇÃO

A inscrição será realizada nas unidades regionais da Coasa, sem custo de inscrição. Considera-se um participante oficialmente inscrito, aquele que preencher o formulário de inscrição e entregar ao seu responsável técnico.

O participante pode se inscrever até 10 de dezembro de 2016.

Após o ato da inscrição, o participante deverá disponibilizar para análise, se for necessário, seus registros de práticas de cultivo e de manejo, entre outras informações técnicas necessárias.

6. COLHEITA

6.1 O participante juntamente com seu assistente técnico deverá fazer uma estimativa prévia de colheita, até uma semana (7 dias) antes da efetivação da mesma, ou seja, ele deverá colher, manualmente, pequenas parcelas para estimar a produtividade antes da colheita final, a fim de atender ao disposto no item 6.3 a seguir.

6.2. A avaliação do talhão para colheita será feita através de três medições com o GPS e a obtenção da média destas medições. Áreas menores que 2 ha serão automaticamente desclassificadas.

6.3 Estimativa de colheita

a) se a colheita esperada, conforme estimativa prévia (item 6.1), for acima de 75 sacos/ha (4500 kg/ha), o produtor deverá chamar o seu assistente técnico e este a auditoria para acompanhar a colheita. Solicitar ao assistente técnico a presença do auditor com antecedência mínima de 3 dias corridos para possibilitar o planejamento da auditagem da colheita.

6.4. Após a colheita, a pesagem deve ser comprovada com Ticket de pesagem de balança de uma das unidades regionais da Coasa e a soja produzida terá os ajustes da correção de umidade e impurezas pela tabela da Coasa.

6.5. Será feito o relatório final pelo auditor que enviará cópia para o produtor, seu assistente técnico e para o Comitê de Suporte Técnico e Tecnologia da Coasa. O Participante terá uma semana após o recebimento do laudo para contestar a auditoria. Após este período não serão aceitas contestações.

6.6. A auditora deverá seguir rigidamente o protocolo de auditagem para validação da produtividade. Caso a auditagem não tenha seguido o protocolo, a área inscrita será desclassificada. Seguem itens que são considerados desclassificatórios:

6.6.1 Ausência do auditor em parte do processo de auditagem, como conferência da localização pelas coordenadas geográficas da área inscrita, medição da área de colheita, não acompanhamento do caminhão até sua efetiva pesagem. Não deverá ocorrer situações em que é feita a colheita num dia e a pesagem ocorrer no dia seguinte.

6.6.2 Reaproveitamento da tara do caminhão de dias anteriores. Os caminhões devem ser tarados no dia da auditagem.

6.6.3 Não esvaziamento de soja nos compartimentos da colhedora.

6.6.4 Haver laços de parentesco entre o auditor e/ou o assistente técnico e/ou o produtor participante.

Observação – a colheita deverá ser feita em horários que a balança para pesagem da soja esteja em funcionamento e permita que o auditor acompanhe todo o processo da auditagem. Em caso de falta de energia no momento da pesagem, o auditor deve permanecer no local até a efetiva pesagem da soja.

Todas áreas devem estar com a ficha completamente preenchida.

7. PRÊMIO

Os inscritos (produtor e assistente técnico) que alcançarem as maiores produtividades auditadas oficialmente pela Coasa, e que seguirem as regras deste regulamento serão premiados. Estes Produtores e seus Assistentes Técnicos serão reconhecidos em um evento específico previamente divulgados.

O participante produtor e assistente técnico campeão de cada unidade regional da Coasa será contemplado com uma TV 32” cada. O grande campeão e seu assistente técnico serão contemplados com uma viagem ao Litoral do Nordeste do Brasil, em local e data a serem definido e comunicado com antecedência aos participantes.

CONSIDERAÇÃO GERAL

Os casos omissos neste Regulamento ou a revisão de qualquer um de seus itens será atribuição do Comitê de Suporte Técnico e Tecnologia da Coasa. As decisões tomadas pelo Comitê serão definitivas e não haverá recurso.

 
12
12
 
Av. Porto Alegre - Centro
CEP 99.965-000 - Água Santa - RS
Tel.: 54 3348.1153 - Fax: 54 3348.1149
E-mail: contato@coasars.com.br
  Grãos
- Filial Silo
- Filial Engenho Grande
- Filial Santo Antônio dos Pinheirinhos
- Filial Santa Cecília do Sul
- Filial Gentil
- Filial Ciríaco
- Filial Caseiros
- Filial Cruzaltinha
- FIlial Tapejara
- Filial David Canabarro
- Filial Lagoa Vermelha
- Filial Santo Antônio do Palma
- Filial Laranjeiras
Supermercado
- Supermercado Coasa
- Receitas
Agropecuária
- Fábrica de Ração Coasa
Posto de combustível
- Posto Coasa Água Santa
- Posto Coasa BR 285